segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

APRENDAMOS UM POUCO MAIS SOBRE A QUARESMA


QUAL O SIGNIFICADO DOS 40 DIAS DA QUARESMA?

Na Bíblia, o número quatro simboliza o universo material. Os zeros que o seguem significam o tempo de nossa vida na terra, suas provações e dificuldades. Portanto, a duração da Quaresma está baseada no símbolo deste número na Bíblia. Nela, é relatada as passagens dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias de Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou a estada dos judeus no Egito, entre outras. Esses períodos vêm sempre antes de fatos importantes e se relacionam com a necessidade de ir criando um clima adequado e dirigindo o coração para algo que vai acontecer.

O QUE OS CRISTÃOS DEVEM FAZER NO TEMPO DE QUARESMA

A Igreja Católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na quarta-feira de cinzas, três grandes linhas de ação: a oração, a penitência e a caridade. Não somente durante a Quaresma, mas em todos os dias de sua vida, o cristão deve buscar o Reino de Deus, Os cristãos devem recolher-se para a reflexão para se aproximar de Deus. Esta busca inclui a oração, a penitência e a caridade, esta última como uma conseqüência da penitência.

AINDA É COSTUME JEJUAR DURANTE ESTE TEMPO?

Sim, ainda é costume jejuar na Quaresma, ainda que ele seja válido em qualquer época do ano. A Igreja propõe o jejum principalmente como forma de sacrifício, mas também como uma maneira de educar-se, de ir percebendo que, o que o ser humano mais necessita é de Deus. Oficialmente, o jejum deve ser feito pelos cristãos batizados, na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa. Pela lei da Igreja, o jejum é obrigatório nesses dois dias para pessoas entre 18 e 60 anos. Porém, podem ser substituídos por outros dias na medida da necessidade individual de cada fiel, e também praticados por crianças e idosos de acordo com suas disponibilidades O jejum, assim como todas as penitências, é visto pela Igreja como uma forma de educação no sentido de se privar de algo e reverte-lo em serviços de amor, em práticas de caridade.

Fonte: CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Arquidiocese de São Paulo - Vicariato da Comunicação

O SIGNIFICADO DAS CINZAS



O uso litúrgico das cinzas tem origem no Antigo Testamento.Elas significavam dor,morte e penitência. As cinzas marcam o início da quaresma e são símbolo de arrependimento. Aceitando que nos imponham as cinzas, expressamos duas realidades fundamentais : Somos chamados a nos converter ao Evangelho de Jesus e sua proposta do Reino, mudando nossa maneira de ver, pensar, agir. Somos criaturas mortais; tomar consciência de nossa fragilidade, do inevitável fim de nossa existência



NOVENA A NOSSA SENHORA DO SAGRADO CORAÇÃO



Lembrai-vos ,ó Senhora do Sagrado Coração de Jesus,do poder sem limites que vosso divino Filho vos concedeu sobre o seu adorável Coração.Cheios de confiança em vossos méritos , vimos implorar vossa proteção,ó soberana Senhora do Sagrado Coração de Jesus.

Vós podeis abrir,segundo o vosso desejo,esse Coração,fonte inesgotável de todas as graças , para que desçam sobre os homens todos os tesouros de amor e misericórdia,de luz e salvação ,que encerra em si.

Nós vos suplicamos concedei-nos a graça que com fervor vos pedimos.Não podemos deixar de contar convosco,porque sois nossa Mãe,ó Senhora do Sagrado Coração de Jesus.Acolhei com bondade nossas súplicas e dignai-vos ouvi-las..Amém.



Fonte:Novenas para todas as necessidades Editora ArtpressA



PEQUENO VOCABULÁRIO PRÁTICO DE LITURGIA

AMBÃO – É o mesmo que estante,suporte onde se coloca o lecionário,a Bíblia ou outros livros de uso litúrgico que são usados na celebração.É chamado também Mesa da Palavra.

ÂMBULA– Também chamada cibório ou píxide.É uma espécie de tijela ou vaso de boca larga,com tampa,quase sempre com aparência de cálice , de metal ,madeira ou vidro,que serve para depositar as hóstias.Quando está com hóstias consagradas,deve ser tampada e guardada no sacrário.

AMÉM – É a resposta de quem acredita no que foi dito antes.É uma aclamação que quer dizer “sim”,”com certeza” ou “estou de acordo”.Por essa expressão nos unimos à oração do presidente da celebração,confirmando o que ele disse,concordando com suas palavras.Não deve ser esquecido na resposta à doxologia (Por Cristo,com Cristo...) e na hora da comunhão,antes de colocar a hóstia na boca

*1-Fonte: Livro :Pequeno Manual prático de Liturgia/Susana Alves da Motta

pesquisa feita por Marta Vieira Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário